LIGA DE FUTEBOL 7 SOCIETY DO RIO DE JANEIRO   
SporTV

   NOTÍCIAS   



O pequeno gigante da 8

Inspirado, Lucas assina duas obras-primas decisivas para o SporTV num jogo de altos e baixos.

Data: 05/12/2015
Essa notícia foi lida 515 vezes


Domingo passado, ele pediu a palavra no tempo técnico e cravou: “Pode dar em mim que vou resolver a partida. Estou me sentindo confiante”. Falta de humildade? Não. Certeza da qualidade de um dos jogadores mais talentosos do elenco, que já vinha nos presenteando com grandes atuações, embora nunca coroadas com gols.

Não saiu contra o Pacificadores, mesmo tendo sido um dos melhores em campo, mas Lucas entrou mordido na tarde ensolarada desse sábado. Multiplicou-se, marcou, passou limpo e deu o toque de Midas de que o Canal Campeão precisava. O pequeno grande talento fez jus à camisa que estampava “É Gol” e, por duas vezes, aproveitou passes longos para emendar forte, de primeira, o segundo de muito longe e no ângulo direito do goleiro.

Dizem os estudiosos da numerologia que o 8 é especial porque lembra o símbolo do infinito, e se a inspiração e transpiração de Lucas transbordassem para todo o time ou durassem, não para sempre, mas ao menos 50 minutos, era possível que o SporTV saísse de campo com uma goleada sobre o Galáticos Rio.

Só que, depois de um também belo gol do sempre presente André, e dos dois do principal jogador do sábado, o SporTV parou. Já havia levado o primeiro num erro de saída de bola, e parece que cada gota de bom futebol do primeiro tempo se esvaiu, dando lugar ao suor que passou a impregnar as camisas azuis na segunda etapa.

Mário tentou mexer de tudo que foi jeito. Improvisou Rapha Brugger na zaga para o time ganhar fôlego, foi e voltou com o primo Daniel, depois Caio – por sinal fez a melhor partida com a camisa do Canal Campeão –, revezou o ataque com Camilo, André e Felipe, mas o filme de outros jogos parecia fadado a se repetir.

O segundo dos Galáticos surgiu de numa jogada pela esquerda. Chute que tocou a trave e as costas de Rafa antes de transpor a linha do gol suavemente. O empate também teve um quê de casualidade. Dividida do nosso goleiro com o atacante, e a bola morreu novamente mansa nas redes, como que castigando a inoperância e a brutal queda de rendimento do SporTV.

Mas a segunda pele de cada um nesse time é revestida de entrega e caráter, por sinal duas características marcantes de um grupo que não desiste de correr em nenhuma bola. E tinha de ser de Lucas, quase caído, a arquitetura da jogada que vai passar pelos pés de Rapha Brugger, Anderson Pitanga e terminar num gol sofrido de Pedro, meio de canela, quase pra atestar que, mesmo se o dia não for dos melhores, a vitória há de vir, nem que seja na marra.

Dois sustos nos últimos minutos não terminaram em gol adversário, primeiro na meia-bicicleta no canto direito de Rafa e depois no shootout desperdiçado - contra uma equipe que, a bem da verdade, abusou das faltas. 

No fim, 4 a 3. Da beleza dos primeiros gols à entrega no último, o 8 de Lucas se multiplicou e representou os 16 presentes ao campo 1 do Pau Ferro, assim como Anderson Pitanga deve ser reconhecido um coadjuvante de luxo, afinal 3 assistências em 4 gols são dignas de aplauso. Assim, sem brilho, mas cheio de brio, o SporTV deu mais um pequeno passo com grande significado na busca por seu primeiro título.

 





LEIA TAMBÉM!

SporTV divulga os 23 convocados
Técnicos Felipe Braga e Felipe Stevans contarão com os seguintes jogadores para o Municipal 2016
A homenagem que não gostaríamos de fazer
Quando 50 minutos perderam de goleada para 1
Sem defesa
O dia em que a derrota passou pelas mãos de quem cuida para tudo dar certo
Alma, suor e vaga
SporTV resiste a calor e conquista classificação com vitória heroica
Com que roupa eu vou?
SporTV lança segundo uniforme
Procuram-se cabeças frias
A tranquilidade que não se tem para administrar um jogo resolvido

   PARCEIROS   



NOTÍCIAS   |   VÍDEOS   |   ESTATÍSTICAS DA EQUIPE   |   HISTÓRIA   |   DIRETORIA   |   JOGOS   |   PARCEIROS  
Copyright© 2021 LIGA DE FUTEBOL 7 SOCIETY DO RIO DE JANEIRO.